A participação do GI ATS no Verão na ULisboa

Este post dá conta da participação de investigadores do GI ATS num estágio de Verão dirigido a estudantes do ensino secundário, organizado pela Reitoria da Universidade de Lisboa. Contém um breve enquadramento redigido pelos investigadores responsáveis pela organização de cada atividade, seguido de textos escritos pelos jovens estagiários.

  1. Marvila ROCKS! – Descobrindo os processos de transformação de um bairro

No passado dia 3 de Julho, no âmbito da iniciativa Verão na ULisboa, investigadores do projeto H2020 ROCK coordenaram uma atividade com alunos do ensino secundário na área de intervenção deste projeto, em Marvila.

O dia começou com uma visita a pé pelo território, onde os estudantes puderam ver, ouvir e sentir vários tipos de mudanças em curso nesta área da cidade. O percurso foi acompanhado por um mapa, propositadamente incompleto, que os jovens foram convidados a preencher, com base nas suas impressões e perceções (histórias, sons, cheiros, pessoas, edifícios) ao longo do trajeto que foi percorrido.

Da parte da tarde, na biblioteca de Marvila, os estudantes, divididos em grupos, elaboraram o seu próprio mapa do território. Os resultados destes mapas mostram Marvila sob diferentes perspetivas, que se complementam e entrecruzam, permitindo um olhar mais amplo e multidimensional sobre as particularidades e assimetrias de um território em grande transformação.

Coordenadores da atividade: Francesca Berardi, João Martins, Mafalda Nunes e Vítor Barros.

Marvila ROCKS!

Curti bué a atividade de Marvila! Fizemos um percurso com um mapa marado feito à mão! Andámos por Marvila, pela parte antiga, que está a ser renovada e está toda chique! Passámos a linha de comboio, achávamos que iam ser só chungas, mas eram todos uns gandas bacanos! Uma velhinha simpática, dona da papelaria Lagartinha, ofereceu-nos dois pacotes de chicletes. Vimos grafitis, ameixoeiras, edifícios antigos e a sua história, ameixoeiras, vimos restaurantes atuais, e ameixas, vimos restauros, e ameixas podres, no fundo ameixas. É a principal exportação de Marvila! Pessoalmente fui em busca do hip hop relacionado com a zona de Marvila/Chelas, eu entre estar a ouvir explicações e a observar edifícios estive à procura do grande Sam The Kid, um rapper português! Fiquei triste pois não o encontrei… Bem… Fica para a próxima! Ao almoço comemos uma ganda piza que me soube pela vida (obrigado às monitoras que tornaram isto possível em vez de comer a comida horrível da cantina: couves de Bruxelas podres, por exemplo)! À tarde dividimo-nos em grupos e fizemos um mapa mental com base nas ruas onde andámos, naquilo que sentimos, vimos e cheirámos. Os cheiros que mais me marcaram foram a pão com chouriço, croissants folhados da Padaria Portuguesa, devido à proximidade da fábrica, e croquetes de presunto vindos do restaurante “El Bulo”, que cheiravam bué da bem e tinham mesmo bom aspeto! Concluindo: curti! A organização está de parabéns! Passo agora a “palavra” ao meu colega! Ass: Manuel Rosa.

A atividade de Marvila «Marvila ROCKS!» foi bastante interessante e uma das mais interessantes da semana!

A atividade começou no Poço do Bispo, percorrendo grande parte da Rua do Açúcar vendo antigos armazéns e outros espaços que anteriormente estavam abandonados, mas que estão agora a ser usados como restaurantes, work spaces, cervejarias e outros tipos de espaços lúdicos.

Depois passámos para a parte antiga de Marvila/Chelas a.k.a. a chungaria da zona e essa parte tinha bué arte urbana tipo graffitis e estavam super bem-feitas, tipo mesmo bem.

Aprendemos bué sobre a zona e as pessoas lá eram super bacanas ao contrário dos preconceitos que existem.

Depois tivemos que almoçar umas gandas pizas e para acabar estivemos a fazer mapas de nossa interpretação da viajem. Foi bacano.

Ass: O Rafa, Líder do Rafismo

Manuel Rosa

Rafael Verde

s.jpg
Visita a Marvila, 3 de julho de 2019. Fonte: Vítor Barros.
w
Elaboração do mapa do território, 3 de julho de 2019. Fonte: Vítor Barros.
  1. Jogo das Negociações sobre Alterações Climáticas

Mais um ano passado, mais uma nova edição do estágio Verão na ULisboa em que o ICS ULisboa acolheu um grupo de 17 estudantes do ensino secundário. À semelhança do ano passado, realizou-se um jogo do simulacro da Conferência das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas (também conhecida como COP – Conferência das Partes). Num primeiro momento, foram feitos alguns exercícios de autoavaliação e posicionamento (de conhecimentos, práticas e perceções) em relação a diversos temas relacionados com sustentabilidade e alterações climáticas (AC). Este momento permitiu, igualmente, abrir um espaço de discussão sobre outros assuntos, como a Greve Estudantil pelo Clima, e comentar o título do Courrier Internacional de Julho, que chamava atenção para as AC («Chegou a hora de entrar em pânico»). Após um enquadramento do problema e esclarecimento de alguns conceitos, como adaptação e mitigação, ou a diferença entre modelos, projeções e cenários, iniciou-se o jogo de simulação. O objetivo proposto aos jovens era que, em grupo, representassem um país (ou grupo de países) e debatessem sobre dois pontos: 1. Como diminuir os níveis de Gases com Efeito de Estufa até 2100 para um nível que mantenha o aquecimento global abaixo dos 2ºC em relação ao período pré-industrial; 2. Acordar um compromisso que permita partilhar os custos que se destinam à mitigação e à adaptação dos Estados mais vulneráveis. Esta atividade teve como objetivo recriar o ambiente de debate (muitas vezes combativo) existente em torno das negociações pelo clima. Em forma de balanço, consideramos que a Escola de Verão se revelou uma oportunidade única de intercâmbio de conhecimentos e experiências dos investigadores com os estudantes, assim como uma oportunidade de dar a conhecer o trabalho desenvolvido no Instituto nas suas diferentes áreas (Alterações Climática, Ciência Política, Geografia, História, Psicologia, Sociologia, entre outros).

Gostaríamos de deixar um agradecimento especial à Fronika de Wit pelo apoio na preparação da sessão e à Madalena Duque pelo apoio imprescindível ao nível logístico.

Coordenadoras da atividade: Ana Rita Matias e Mónica Ribau.

Jogo das Negociações sobre Alterações Climáticas

Tendo em conta as alterações climáticas que cada vez mais se afirmam no nosso planeta, foi realizada uma atividade onde foram transmitidas informações sobre este problema aos alunos, que de seguida simularam uma COP (Conferência das Partes) sobre alterações climáticas.

Dando início à atividade, as investigadoras fizeram um pequeno jogo em que faziam os alunos movimentar-se pela sala numa fila única em que deviam posicionar-se do mais para o menos sustentável, e dos que mais conhecimento possuíam para os que menos tinham sobre mudanças de clima. De seguida, deram uma breve palestra sobre o tema, explicando em que consistia e quais as consequências que dele podiam resultar.

Chegando então à parte final desta atividade foi iniciado o debate, em que os alunos se juntaram em seis grupos, sendo a cada um deles atribuído um país ou conjunto de países com relevância no combate às alterações climáticas. Entre eles estavam: União Europeia, China, Estados Unidos, Países Desenvolvidos, Países em Desenvolvimento e Índia. Seguiram–se intensas discussões sobre quem tinha a maior parte da responsabilidade das alterações climáticas, no entanto sempre com moderação.

Em suma, esta atividade elucidou os alunos sobre a importância deste tópico a nível mundial e como combatê-lo.

Henrique António

Bernardo Pires

-
Jogo da negociação das alterações climáticas, 4 de julho de 2019. Fonte: Sílvia Félix
we.jpg
Jogo da negociação das alterações climáticas, 4 de julho de 2019. Fonte: Sílvia Félix.
Anúncios

Comentar / Leave a Reply

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s