“Ambiente, Território e Sociedade. Novas Agendas de Investigação”: um final feliz

Por Ana Horta

O mundo académico é terrivelmente competitivo. Mas quando há cooperação os resultados surgem mais depressa – e com vantagens para todos. O livro Ambiente, Território e Sociedade. Novas Agendas de Investigação, agora disponível ao público gratuitamente em pdf e com a reimpressão de mais exemplares em preparação, é um bom exemplo das vantagens da cooperação no mundo académico.

Foi numa reunião mensal do grupo de investigação Ambiente, Território e Sociedade que a ideia do livro surgiu. O grupo tinha recebido do Instituto de Ciências Sociais um fundo de mil euros para utilizar até ao final do ano de 2015. Ao discutir qual seria a melhor forma de o fazer, procurou-se encontrar uma em que todos os membros do grupo pudessem beneficiar e do modo mais equitativo possível. Por unanimidade optou-se por uma publicação que correspondesse aos objetivos do grupo de investigação, enquadrados no programa estratégico do ICS, e em que cada membro escrevesse um texto. O maior desafio era o prazo: as despesas do livro teriam de ser pagas até ao final do ano. E estávamos a 1 de julho.

Foto grupo GIATS 2017 (livro)
Grupo de investigação Ambiente, Território e Sociedade (2015)

Rapidamente foi constituído um pequeno grupo para discutir o “conceito” do livro, estabelecer um calendário e tratar das questões práticas. Decidiu-se que o livro deveria mostrar a investigação a ser atualmente desenvolvida pelo grupo, assim como indicar linhas de análise a desenvolver futuramente. Pretendia-se estimular abordagens inovadoras e reflexividade crítica relativamente às diversas áreas de investigação do grupo. Os capítulos deveriam ser curtos, concisos, incluir imagens e ter poucas referências bibliográficas, de modo a interessar públicos mais alargados.

O calendário era apertado. Os autores teriam de submeter as suas propostas ainda em julho. Em agosto a equipa de coordenação teria de estruturar o livro, assegurando a sua coerência, embora refletindo a diversidade interna do grupo. O prazo para submissão dos textos terminava em outubro. Depois disso, e de acordo com as regras da Imprensa de Ciências Sociais, que se mostrou interessada em publicar o livro, todos os textos teriam de ser revistos por, pelo menos, dois revisores. Em dezembro o livro teria de ser submetido à editora.

Foi uma azáfama geral. Sucederam-se os mails, as colaborações entre autores, as revisões de textos, os vaivéns entre autores, revisores e organizadores… e finalmente o manuscrito do livro seguiu para a editora – cuja cooperação foi crucial para cumprirmos o prazo.

O processo contribuiu para que os membros do grupo interagissem mais entre si, conhecendo-se melhor. O objetivo comum também reforçou o sentimento de grupo – questão importante, uma vez que o grupo existia há pouco mais de um ano e o trabalho de investigação tende a ser feito individualmente ou em equipas mais ou menos fechadas.

Livro GIATS 2017

O resultado é um livro que contribui para compreender as dinâmicas sociais e territoriais que caracterizam os desafios ambientais que se colocam atualmente, assim como a diversidade de abordagens no interior do grupo de investigação a esse respeito. No final de cada capítulo são indicadas pistas de análise promissoras para uma agenda de investigação futura sobre o respetivo tópico.

Os temas abordados incluem, na primeira parte, questões de fundo como a articulação entre sustentabilidade e interdisciplinaridade, os problemas associados ao consenso superficial em torno do desenvolvimento sustentável, e a necessidade de se investigar a complexidade e a incerteza – necessidade essa tanto mais importante quanto, como diz Paulo Granjo na página 46, apesar da complexidade dos fenómenos sociais, estes tendem a ser estudados “como se fossem, na melhor das hipóteses, complicados.”

Na segunda parte os capítulos centram-se, por um lado, na complexa questão da mudança social a respeito dos consumos alimentar e energético e, por outro, nos desafios que se colocam às políticas do ambiente associadas à água, resíduos, poluição química e alterações climáticas. Há ainda um capítulo sobre a relação (frequentemente desvalorizada) entre as catástrofes e as crianças.

A terceira parte é dedicada ao desenvolvimento territorial, começando com a questão fundamental de como alimentar Portugal. Seguem-se capítulos sobre segurança urbana, governança territorial, políticas de habitação, planeamento estratégico, ordenamento do território e participação cívica. Um último capítulo desafia os leitores a pensar sobre o futuro das cidades, uma vez que estas são cruciais na configuração das interações entre humanos e natureza e entre bem-estar e progresso (entendido como crescimento).

Por fim, o livro inclui alguns textos sobre as atividades do grupo de investigação a respeito da divulgação científica e da ligação à comunidade. Entre estas atividades estão as do OBSERVA – Observatório de Ambiente, Território e Sociedade. Fundado em 1996 com base num consórcio entre o ISCTE e o ICS, permitiu o desenvolvimento de alguns estudos pioneiros na área da sociologia do ambiente em Portugal. Presentemente dedica-se sobretudo ao reforço das interligações entre investigação, política e cidadãos.

Como anteriormente referiu o diretor do ICS, José Luís Cardoso, aqui neste blogue, o livro demonstra a relevância de se articularem as dimensões natural, material, institucional e social na análise destas temáticas. Esta capacidade tem vindo a revelar-se fundamental, fazendo parte das linhas de investigação mais inspiradoras neste domínio. E esta é outra das vantagens da cooperação entre investigadores de disciplinas diferentes ou com abordagens diversas: torna-se mais fácil pensarmos de forma crítica e imaginativa.


Ana Horta é investigadora do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (ICS-ULisboa). ana.horta@ics.ulisboa.pt 

Anúncios

Comentar / Leave a Reply

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s