O mar não pode esperar: controvérsia em torno do derrame de petróleo em praias do Nordeste brasileiro

Por José Gomes Ferreira e Winifred Knox

A 30 de agosto de 2019, uma enorme mancha de petróleo de origem ainda desconhecida atingiu as praias do Nordeste brasileiro. Rapidamente a contaminação afetou praias de onze estados brasileiros e, segundo dados atualizados a 15 de janeiro de 2020 pelo IBAMA – Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, afetou 130 municípios e 999 localidades, com impacto nos ecossistemas marinhos e no modo de vida das comunidades. Continuar a ler