O Primeiro Seminário Internacional Ambiente e Sociedade (2020)

Por João Guerra

No rescaldo do VI Congresso Português de Sociologia, realizado em 2008 na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (FCSH-UNL), surgiu a ideia de criação de secções temáticas que permitissem estimular atividade relevante nas diversas subáreas da sociologia. Assim, em resultado dessa vontade e em cumprimento do disposto no regulamento sobre a constituição e o funcionamento de Secções Temáticas e Núcleos Regionais da Associação Portuguesa de Sociologia (APS), que entrou em vigor a 13 de fevereiro de 2009, e em consonância com as orientações adotadas internacionalmente por associações congéneres, foi constituída a Secção Temática Ambiente e Sociedade.

Ao longo da sua primeira década de atividade, a secção procurou dar visibilidade à questão ambiental na agenda da sociologia portuguesa, designadamente através da organização de painéis temáticos nas edições subsequentes do Congresso Português de Sociologia (VII-X). De acordo com a equipa coordenadora eleita para os dois primeiros mandatos (2010-2018), esta presença contínua na programação do principal evento científico nacional da área pretendeu afirmar a sociologia ambiental ao proporcionar o encontro entre especialistas e estudiosos em várias matérias que cruzam ambiente, sociedade e sustentabilidade.

A nova equipa coordenadora da secção para o quadriénio 2018-2022, eleita a 18 de outubro do ano passado, projeta agora consolidar o trabalho realizado, nomeadamente:

  • promovendo a secção como um corpo de especialistas que possa intervir, propor soluções e elaborar pareceres técnicos que apoiem a decisão no enfrentamento de problemas ambientais. A título de exemplo, refira-se a colaboração já estabelecida com a APAI-Associação Portuguesa de Avaliação de Impactes para o Sistema de Qualificação de Peritos Competentes em Avaliação de Impacte Ambiental;
  • gerando oportunidades de partilha de informação e reflexão crítica sobre tópicos socioambientais e da sustentabilidade, de maneira a fomentar a discussão interna entre os membros da secção e outros potenciais interessados;
  • impulsionando a troca de experiências e conhecimentos com secções congéneres de outros países e de associações de sociologia internacionais, como a ESA-European Sociological Association e a ISA-International Sociological Association.

Com vista a dar resposta a tais propósitos, a Secção Temática Ambiente e Sociedade, em parceria com o Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (ICS-ULisboa) e a APS, organizará, nos dias 2 e 3 de março de 2020, o seu primeiro seminário internacional, sob o lema “desafios atuais e trajetórias de mudança”.

semina.png
Figura 1. Cartaz do Seminário Internacional sobre Ambiente e Sociedade/International Seminar on Environment and Society.

No ano em que Lisboa será a Capital Verde Europeia (2020), o ICS-ULisboa servirá de ponto de encontro para o debate das atuais tendências da sociologia ambiental e da investigação académica sobre as implicações sociais do estado atual do ambiente. Está confirmada a presença de conceituados palestrantes (keynote speakers), como Alan Irwin (Copenhagen Business School, Dinamarca), Luísa Schmidt (Instituto de Ciências Sociais, Universidade de Lisboa, Portugal), Matthias Gross (Helmholtz Zentrum für Umweltforschung – UFZ e Friedrich-Schiller-Universität Jena, Alemanha) e Noel Castree (The University of Manchester, Reino Unido). Mercedes Pardo Buendía (Universidad Carlos III de Madrid, Espanha) será a relatora do seminário e apresentará, na sessão de encerramento, a síntese e um comentário geral dos trabalhos apresentados.

Daí que seja oportuno reforçar, aqui e agora, o desafio lançado a todos os interessados em expor reflexões teóricas e investigações empíricas que versem as recíprocas relações entre sociedade e ambiente a submeter as suas propostas de comunicações individuais ou de painéis pré-constituídos, em inglês ou português, através do website do seminário até ao dia 8 de dezembro de 2019.

Entre os possíveis eixos de discussão neste evento encontram-se:

  • por um lado, os mais estabelecidos, que, embora visem direta ou implicitamente a interação sociedade-ambiente, são há muito escrutinados pelas diversas correntes de pensamento sociológico (das clássicas às contemporâneas), como são exemplo os relacionados com produção e consumo; ciência e tecnologia; democracia, governança e políticas públicas; instituições e movimentos sociais; valores, atitudes e comportamentos; representações e práticas coletivas e individuais;
  • por outro lado, os mais emergentes, que são consequência direta da escalada de problemas ambientais e das substantivas preocupações sociais dela resultantes, como são exemplo os relacionados com o antropoceno e o aquecimento global; as ações de mitigação e adaptação às alterações climáticas; a descarbonização e a transição energética; os objetivos do desenvolvimento sustentável e a Agenda 2030; o pós-humanismo e o pós-desenvolvimento.

Em termos gerais, o interesse desta iniciativa resulta na chamada de atenção para a relação, mais ou menos visível e percebida, entre fenómenos biofísicos e socioeconómicos. Porque esta é uma área de saber em permanente atualização e, portanto, com novos objetos a emergir e novas direções por explorar, considera-se que esta oportunidade de encontro internacional poderá contribuir para a continuação e o avanço da análise científica dessa mesma relação. Além de que a iniciativa que tem uma tripla ambição: a de fortalecer a sociologia ambiental em Portugal, a de promover a sua internacionalização e a de potenciar o seu contributo no diálogo interdisciplinar com outros profissionais, investigadores e estudantes das humanidades, ciências sociais e naturais.


João Guerra é sociólogo, investigador auxiliar no ICS-ULisboa e cocoordenador do Seminário de Ciências da Sustentabilidade e Alterações Climáticas no Programa Doutoral de Alterações Climáticas e Políticas de Desenvolvimento Sustentável. É membro da equipa de pesquisa do Grupo de Investigação em Ambiente, Território e Sociedade do ICS-ULisboa e membro da equipa de coordenação da Secção Ambiente e Sociedade da Associação Portuguesa de Sociologia.

Comentar / Leave a Reply

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s